©2019 por PlantaconsCiência. Orgulhosamente criado com Wix.com

Bem-vindo ao PlantaconsCiência

Conteúdo científico sobre Biologia Vegetal

O PlantaconsCiência é um veículo para expressarmos nossa paixão pelo maravilhoso campo da Biologia Vegetal por meio da publicação de resenhas críticas sobre artigos científicos e vídeos informativos para mostrar e trocar com os leitores sobre o inspirador mundo das plantas. Nosso objetivo maior é plantar consciência por meio da ciência das plantas. Então entre e sinta-se à vontade!

 
 
Buscar
  • PlantaConsciência

Goiaba-serrana: uma super fruta

Atualizado: Mar 11

As frutas nativas, no passado conhecidas apenas por comunidades locais, vem despontado como opção de alimentos benéficos para a saúde e diversidade de sabores. Entre as espécies se destaca a Acca sellowiana (Família Myrtaceae), nativa do Sul do Brasil e nordeste do Uruguai, quase desapareceu durante o período de colonização da região Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) (Moreto et al., 2014). É popularmente conhecida como goiaba-serrana no Brasil, guaiabo del país no Uruguai e feijoa em outros países.


Nativa do Brasil e famosa em outros países?

No século XIX, e espécie foi levada para a França, onde constam os primeiros relatos de domesticação da planta e posterior aclimatação na Europa. A espécie foi levada para outros países do continente Europeu (Itália, Rússia, Geórgia) e para países do continente americano (Nova Zelândia, Estados Unidos, Colômbia). Atualmente, Nova Zelândia, Colômbia e Estados Unidos são os maiores produtores e exportadores da fruta, onde seu consumo se popularizou e a maioria dos estudos científicos foram realizados para determinar suas propriedades nutricionais, biotivas e farmacológicas. Nestes países as frutas são consumidas in natura e na forma de produtos industrializados como sucos, doces, geleias e sorvetes.

Diante de tanto sucesso no exterior, a goiaba-serrana passou a ser estudada efetivamente no Brasil a partir da década de 1980 pelas instituições de pesquisa Embrapa, Epagri e UFSC, no intuito de resgatar a espécie, realizar avanços na domesticação e qualidade dos frutos.


Por que ela vem sendo considerada uma super fruta ou fruta do futuro?

A goiaba-serrana é um fruto tipo baga, apresenta tamanho variável (20 e 200 g), formato redondo ou oblongo, a casca pode ser lisa ou rugosa de cor verde clara ou escura. Tanto a casca como a polpa são comestíveis, no entanto, a casca é adstringente e rígida e depende do ponto de maturação para ser consumida, enquanto a polpa é gelatinosa e de cor creme quando o fruto está maduro (Figura 1). A polpa é geralmente consumida de colher, seu sabor é equilibrado entre doce e ácido e os aromas peculiares conquistam os consumidores (Rodríguez et al., 2010). Entretanto, são as características nutricionais e bioativas que tornam a goiaba-serrana uma super fruta.

Figura 1. Goiaba serrana. Créditos de imagem: https://www.fruta.com.br/beneficios-da-feijoa/


Phan et al. (2019) realizaram estudo de goiaba-serrana produzidas na Austrália e verificaram baixa quantidade de calorias (55 calorias/100g), alto teor de fibras (6,8 g/100 g pf) e vitamina C (63 mg/100 g pf) e vitamina B (principalmente ácido pantotênico, 0,2 mg/100 g pf). Minerais como o potássio (2,55 mg/kg pf), cálcio (185 mg/kg pf), ferro (2,5 mg/kg pf) e iodo (0,08 mg/kg pf). Possui alta capacidade antioxidante, alto teor de proantocianinas e flavonoides, terpenos e esteroides. Estes compostos apresentam variação na concentração entre a polpa, polpa com semente e a casca (Sánchez-Riaño et al., 2019).

A presença destes compostos em altas concentrações conferem propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, antidepressivas e antioxidantes. Desta forma, além do consumo in natura, a goiaba-serrana tem potencial para combater doenças, gerar produtos industrializados e aditivos alimentícios. Logo, esperamos que o cultivo da goiaba-serrana se estabeleça no Brasil e possamos aproveitar os benefícios desta fruta nativa.


Texto escrito por Magda Andréia Tessmer


#frutanativa #goiabaserrana #feijoa #accasellowiana #superfruta #frutadofuturo #minerais #compostosbioativos #baixacaloria #antimicrobiana #antioxidante #antiinflamatoria


Referências

Moretto, S. P. A disseminação da feijoa (Acca sellowiana). Anais do XV Encontro Estadual de História “1964-2014: Memórias, Testemunhos e Estado”, 11 a 14 de agosto de 2014, UFSC, Florianópolis.

Phan, A. D. T. Chaliha, M. Sultanbawa, Y. S.; Michael E. Netzel, M. E. Nutritional characteristics and antimicrobial activity of australian grown Feijoa (Acca sellowiana). Foods, v. 8, p. 376, 2019.

Sánchez-Riaño, A. M.; Solanilla-Duque, J. F.; Méndez-Arteaga, J. J.; Váquiro-Herrera, H. A. Bioactive potential of Colombian feijoa in physiological ripening stage. Journal of the Saudi Society of Agricultural Sciences, 2019.

Weston, R. J. Bioactive products from fruit of the feijoa (Feijoa sellowiana, Myrtaceae): A review. Food Chemistry, v. 121, p. 923–926, 2010.


35 visualizações
 
 
 

Idealizadora e Autora

Francynês Macedo

Bióloga com mestrado e doutorado em Fisiologia e Bioquímica de Plantas pela Esalq/USP. Desenvolve pesquisas na área de Fisiologia de Plantas sob Estresse com ênfase em Eletrofisiologia Vegetal. Possui ampla experiência com a técnica de medição de sinais elétricos em plantas. Na área de ensino tem experiência com Metodologias Ativas de Aprendizagem, incluindo Design Thinking na formação de professores. Propósito de vida: aprender e ensinar.